O Significado do Outono

 

outono

O significado do outono

O dia 20 de março marca o inicio do outono.

O outono chega logo após o verão e muda nossa atitude. Saímos de uma atitude extrovertida, onde vivemos para fora – mundo exterior para uma introversão – para dentro, mundo interior.

É tempo de colher os frutos das estações passadas. É tempo de reflexão.

Na natureza durante o outono observamos muitas árvores mudando suas cores e perdendo suas folhas, mostrando que é necessário preparar-se para o recolhimento da próxima estação.

Você sabe por que esta perda acontece?

Se as árvores não desapegassem de suas folhas, não sobreviveriam à próxima estação. As folhas se queimariam com o frio do inverno e seu ciclo de respiração findaria, resultando no fim da sua vida. 

Dentro dessa sabedoria da natureza entendemos que o que a princípio pode parecer uma perda é na verdade um ganho:

No ato de deixar morrer suas folhas, a árvore ganha mais tempo de vida e chega renovada às próximas estações.

A partir desse exemplo te convido a refletir sobre o que você precisa deixar ir na sua vida para chegar aos próximos ciclos mais forte e renovada?

O outono é um  período de agradecer por tudo o que recebemos da natureza e por tudo que conseguimos realizar em nossas vidas ate aqui.

Para as mulheres é também um momento de recolhimento, introspecção e reavaliação pessoal.

A Terra celebra seus términos e começos, através da dança das estações. E você celebra os seus ciclos?

 A maioria de nos não celebra adequadamente começos, términos, nem mesmo pontos de transição. 

Aproveite o outono para se conectar com seus fins e novos começos.

Eu aproveito o fim desse texto para celebrar junto com você um novo começo para mim.

Eu criei junto com a Marcela Zaroni, idealizadora do Matricaria, o Ciclos de Estudos Femininos.

Os Ciclos tem o objetiva de abordar temas femininos para inspirar, conectar, instigar e nos unir para uma vivencia coletiva dos saberes femininos e toda a força que emana deles.

“A compreensão da natureza do feminino selvagem não e uma religião, mas uma pratica”. Clarissa Pinkola Estés.

Se você quiser saber mais sobre este projeto clique aqui http://estudosfemininos.Matricaria.com.br

Te espero lá!

Curiosidade:

Os gregos usavam o mito da deusa Demeter (Deusa da agricultura e das estações do ano) e sua filha Perséfone para explicar as estações do ano.

Perséfone foi sequestrada por Hades e levada para o mundo inferior. Dessa forma, Perséfone passou a viver uma parte do ano com o marido no mundo subterrâneo e a outra metade com a Mãe no mundo exterior.

Assim ela passa o outono e o inverno com seu marido, Hades no reino dos mortos e o Verão e a Primavera com sua mãe, Demeter que enfeita toda a terra para recebê-la.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *