O Patinho Feio.

“O patinho feio é uma historia que trata do arquétipo do ser incomum e desvalido, uma historia perfeita e similar a da Mulher Selavegem. Durante os dois últimos séculos, essa historia foi uma das poucas a incentivar sucessivas gerações de gente diferente a aguentar ate encontrar sua turma”. Clarissa Pinkola Estes.

Você tem a sensação de não pertencimento a sua família, ou ao seu grupo social?

Você morre de vontade de compartilhar suas descobertas e aquele novo livro, curso ou tema que te fascina, mas sabe que ninguém a sua volta vai te compreender? E se sente sozinha por não ter com quem vibrar diante deste universo que te chama?

Se esse for o seu caso, então essa historia é para você. O capitulo 6 do livro Mulheres que Correm com Lobos, fala sobre o nosso desejo feminino de encontrar a nossa turma. E nos ensina a buscar o que nos faz bem.

A historia do Patinho feio simboliza a natureza selvagem que mesmo forçada a se enquadrar em determinados padrões sociais e as expectativas da família, luta instintivamente para continuar viva. Pois, felizmente a natureza selvagem sabe aguentar e resistir.

As meninas que demonstram ter uma forte natureza instintiva passam por sofrimentos significativos no inicio da vida. Pois, desde muito cedo são rotuladas de inconvenientes, teimosas, mal educadas e rebeldes.

Muitas vezes como na historia do patinho feio elas são isoladas pela própria família. Apontadas como a estranha no ninho.

Quando isso acontece a menina começa a acreditar que é fraca, feia e inaceitável e que não importa o que ela faça nada será suficiente para mudar essa verdade.

O que leva uma Mãe a rejeitar seu filho?

A resposta é simples: Expectativa.

Muitas vezes os pais criam uma fantasia sobre o filho. Que será uma criança obediente e que vai agir de determinada forma. Quando a criança não corresponde a estas expectativas, ela se torna alvo de inúmeras tentativas de modelagem para corresponder aos ideais desses pais.

“E embora a alma dessas meninas selvagens exija ver, a cultura ao redor exige a cegueira”.

p.feio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *